Feira de São Mateus regressa “espetacular e mais autêntica” em 2016

Feira de São Mateus

Revitalização alcança “camadas mais profundas” para seduzir mais visitantes e turistas. Hino oficial é lançado
 

A mais antiga feira franca viva da Península Ibérica regressa de 5 de Agosto a 11 de Setembro a Viseu e já tem um hino oficial. Esta foi uma das mais de 20 novidades do certame apresentadas publicamente na cidade de Viriato, quando faltam menos de dois meses para a sua realização.  

A Feira de São Mateus contará 624 edições em 2016 e será “espetacular e mais autêntica”, segundo o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques.  

38 dias de Feira (16 dos quais com entrada paga) darão palco a mais de 100 eventos, 32 concertos e 40 diversões, com a participação de 260 expositores. Desses, mais de 20% são estreantes, provenientes sobretudo do concelho de Viseu.  

Os números testemunham o impulso reformista da organização, entregue pela primeira vez pelo Município de Viseu à associação VISEU MARCA, mas só parcialmente dão conta da revitalização em curso no certame.  

Em 2016, a Feira de São Mateus regenera tradições há muito perdidas, propõe nova oferta de animação, apresenta o melhor cartaz de sempre e dá um novo salto na sua atratividade enquanto feira popular histórica de referência no país.   

“O ADN de Viseu é o motor desta renovação”, afirma João Cotta, Presidente da VISEU MARCA.  

Entre as novidades estão a estreia absoluta do espetáculo de teatro de rua “Viver Viriato”, que inclui a criação de uma máquina de cena, produção da Trigo Limpo Teatro ACERT, e a instalação de um balão de ar quente para “feirar no ar”, que proporcionará de forma inédita, nos primeiros 10 dias do certame, experiências de "voo preso" e de "voo livre" no Campo e Cava de Viriato e na cidade de Viseu.  

O cartaz principal da Feira de São Mateus também é já conhecido por completo. No Palco Banco BIC atuarão nomes como Mariza, THE GIFT, Rui Veloso, Carlão, GNR, David Carreira, Dengaz, AGIR, D.A.M.A., C4 Pedro, Ana Malhoa, Diogo Piçarra, Amor Electro, Jorge Palma & Sérgio Godinho e Camané, entre outros.  

Na abertura, o viseense Moullinex toma de assalto o Palco Banco BIC e às quintas-feiras, as noites são entregues a “bandas de Viseu”, que farão prova do talento musical local.  

“Piscamos o olho a todos os públicos, a famílias e a jovens, a visitantes e a turistas”, afirmou Almeida Henriques, que considerou que a força da Feira vive de um “mix” de ofertas que vai muito além dos concertos. “É a experiência de feirar que torna a Feira de São Mateus única e inimitável”.  

A ambição de alcançar o número mágico de 1 milhão de entradas é renovada em 2016.  

A venda de ingressos para os dias pagos – dias do cartaz principal – decorre com preços especiais até 30 de Junho.  

Os canais de venda multiplicam-se em todo o país, na rede de “lojas habituais”, nos sites da Feira de São Mateus e da Blueticket e em quiosques de venda automática instalados nos shoppings de Viseu e na Central Municipal de Transportes.  

“Com este impulso de modernização, declaramos guerra às filas de espera, ao mesmo tempo que defendemos a Feira como um certame acessível para todos”, referiu o Presidente da Câmara.  

A Feira de São Mateus em 2016 aposta ainda na recuperação de tradições e experiências que fazem a memória viva da Feira. É o caso emblemático dos “furinhos” da Regina.  

20 anos depois, a lendária caixinha de furos da sorte da marca de chocolates nacional regressa à Feira secular de Viseu. Em 2015, essa experiência história registou o número recorde de testemunhos na “Ilha da Memória” instalada no certame.  

Outra tradição de regresso ao certame é a do concurso dos vestidos de chita, organizado durante algumas décadas do século XX na Feira.  

Mas não só: a Feira propõe novos dias temáticos (como o “Dia da Enguia”), cortejos de tradições locais (como as Cavalhadas de Vildemoinhos e de Teivas) e uma nova oferta de visitas guiadas à cidade. As visitas “Viseu Misteriosa” irão mostrar o “lado B” local, num percurso noturno com encenação teatral, parceria da VISEU MARCA com a Neverending e a companhia Zunzum.  

Também os doces mais emblemáticos de Viseu, os “Viriatos”, marcarão presença no certame, numa artéria destinada à doçaria regional. “Era uma das ausências mais notadas há vários anos”, sublinha João Cotta. “Preenche-se agora essa pequena-grande lacuna. A Feira deve ser uma montra económica e cultural da cidade-região”.  

“Este ano alcançámos camadas mais profundas da requalificação da Feira de São Mateus”, defendeu na apresentação do evento o Presidente da Câmara.  

“Continuamos a qualificar a infraestrutura do certame, ao mesmo tempo que reinventamos a sua identidade histórica, social e cultural”, declarou o autarca. “Soubemos reativar o baú da memória autêntica da Feira, ao mesmo tempo que inovamos na sua oferta, programação e imagem, introduzindo modernidade e surpresa”, sublinhou.  

Em 2016, nascerá também o primeiro núcleo museológico da Feira de São Mateus e, consigo, a primeira “wiki” do certame, criada com a sua primeira entrada (o programa oficial da Feira de 1947) em www.feirasaomateus.org. “Estamos na presença de um embrião de um museu, mesmo que temporário”, acredita Almeida Henriques.  

Núcleo e página web disponibilizarão ao público resultados do levantamento patrimonial realizado ao acervo da Feira e do inventário participativo da “Ilha da Memória”, iniciado em 2015, assim como informações e curiosidades históricas e atuais.  

Em 2015, na “Ilha da Memória”, foram registados 287 bens, dos quais 132 poderão constituir incorporações de um futuro museu.  

No domínio da infraestruturas, destacam-se como principais novidades a eletrificação integral do Campo de Viriato e a instalação de casas de banho permanentes, num investimento municipal superior a 250 mil euros.  

“Não poupámos esforços para consolidar a segurança do recinto e as melhores condições de comodidade de operadores e visitantes”, referiu o Presidente da Câmara. “A Feira quer ser um dos certames mais seguros do país”.  

Depois de em 2015 ter recuperado a sua alameda histórica (o velho “Picadeiro”) e instalado novo palco no rio Pavia tendo a Sé por pano de fundo, a Feira apresentará em 2016 novidades de arquitetura noutros espaços. Serão os casos do Multiusos de Viseu, da “Praça Viriato”, do Museu EDP e de uma artéria dedicada à doçaria regional.  

“Resolvidas algumas questões centrais, podemos e devemo-nos ocupar dos detalhes indispensáveis à satisfação dos visitantes”, explicou João Cotta.  

O Multiusos, com uma oferta comercial ligada aos setores do “habitat” e do agroalimentar, apresentará nova arquitetura interior. Neste espaço nascerá um jardim vertical dedicado à “cidade-jardim” e as obras mais emblemáticas de Grão Vasco, cujo Museu Nacional em Viseu celebra este ano o seu centenário, serão tema preponderante.  

No equipamento indoor da Feira será instalada uma exposição das reservas do Museu Nacional Grão Vasco e, a partir de 28 de Agosto, uma exposição de Banda Desenhada alusiva a D. Henrique, Duque de Viseu, organizada pelo GICAV.  

No seu corredor principal serão ainda instalados o stand “Cidade de Viseu” e áreas de ativação dos patrocinadores oficiais.  

No topo do “picadeiro”, junto à Porta de Viriato, será instalada a “Praça de Viriato”, um espaço de programação temporária semanal, com destaque para produtos de referência como o artesanato regional, os vinhos do Dão (que renovam o seu estatuto de “Vinho Oficial da Feira”) e a gastronomia regional.  

O sistema de bilhética da Feira é outra das novidades. Mais integrada, mais segura, mais rápida e suportada na web, é desenvolvida e controlada pela Blueticket, empresa parceira da VISEU MARCA para o serviço. Expositores e visitantes portadores do passe geral terão acesso a pulseiras de chip de proximidade RFID personalizadas, usadas em Portugal apenas em 2016 em dois grandes festivais, permitindo a entrada com maior rapidez e segurança.  

A Feira de São Mateus ganha mais “sabor autêntico” em 2016 com a parceria da Super Bock, Patrocinadora Principal do certame até 2018. A Super Bock será a cerveja oficial e exclusiva da Feira, à semelhança das águas Vitalis e Pedras nos respetivos segmentos de produto.  

São também Patrocinadores Oficiais da Feira, para além do Banco BIC e da Super Bock, a Coca-Cola e a Burn, a DELTA Cafés, a Lubridão, o Hospital CUF Viseu e a Litocar. 

“A VISEU MARCA deu um salto qualitativo e quantitativo nos contratos de patrocínio da Feira de São Mateus, que contribuem para melhorar a sustentabilidade e qualidade do certame”, explica Jorge Sobrado, responsável da VISEU MARCA.  

Em 2016 serão “Parceiros de Media Nacionais” o Correio da Manhã e a CMTV e “Parceiros de Media Locais” o grupo formado pelo Diário de Viseu, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro e Diário de Leiria.

AGENDA DE IMPRENSA 13 DE JUNHO

Partilhar: